Upcoming event

Meet fan at Seattle

Substantial, 900 East Pine Street, Suite 202 Seattle, WA United States

Date: 18.07.2016

Time: 10:30 am - 12:30 am

Meet fan at San francisco

CBS Radio's "The Night Before" at AT&T Park. San Francisco, CA, United States

Date: 18.07.2016

Time: 10:30 am - 12:30 am

Blog

Contos do Amanhã > Blog > Diária 05
Contos do Amanhã

Diária 05

Diária 05 – 24 de Janeiro 2015

Locação: Quarto Jeferson

Bruno Barcelos se concentra para a cena. Foto: Gabriel de Paula

Uma das locações mais delicadas. 

O refúgio do nosso protagonista. Lugar sagrado para um adolescente, o quarto é onde tudo se revela, onde tudo se cria… 

A Mariana Schuster, nossa amiga, parceira e que já fez parte da equipe permanente da Bactéria lá nos idos de 2009 (além de ser minha madrinha de casamento) cedeu o apartamento dela para que pudéssemos materializar o quarto do Jeferson. Tiramos tudo do local e recriamos todo o quarto. Tudo foi inserido e pensado para a cena. Cada detalhe, cada centímetro da arte foi pensada. Trocamos até a porta do quarto. Com um super trabalho em equipe, Cris, Gabriel, Freddy e André, montaram na tarde de sexta, deixando tudo pronto para o sábado.

No sábado chegamos na locação ainda pela manhã, mas não tão cedo. Perto das 10 e meia. Iniciariamos as gravações a tarde em função da posição do sol e das cenas que precisariamos gravar naquele dia. Teríamos uma cena noturna e decidimos grava-la a noite mesmo. Com isso o elenco e restante da equipe chegaram logo após o almoço.

Durante o dia todo, gravamos diversas cenas, em diferentes momentos e intenções. Inúmeras posições de câmera. Ao total, 37 planos rodados. Desta vez operei a câmera o tempo todo. Assim ficava mais próximo dos atores e conseguia observar melhor cada detalhe, cada movimento. Claro que isso é uma desculpa, porque eu não consigo ficar muito longe da câmera. Dependendo da locação eu demoro mais ou menos tempo para assumir. 🙂
Mais uma vez tiramos sangue (não literalmente) do Bruno Barcelos. As cenas com a mãe (Simone Telechi), tiveram um toque especial. Sutilezas que só uma grande atriz traz para a cena. Saí bem satisfeito com o material.

Claro que sempre surgem improvisos e momentos tensos, principalmente quando você tem um tempo tão curto para fazer tantas coisas, tantos planos. Mas me pergunto as vezes: se eu tivesse mais tempo, será que não inventaria mais planos e deixaria ainda mais complexa a cena ao ponto de novamente parecer que falta tempo? Assim concluo que o tempo é o que temos, e que o melhor é trabalhar para aproveitá-lo ao máximo, pois sempre será curto.

Até o próximo dia.


Pedro de Lima Marques

  0 comment 2
Share:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous Post

Diária 04